Buffett acaba com mistério e revela investimento de US$ 6,7 bi em empresa financeira

A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, revelou uma participação de US$ 6,7 bilhões na seguradora Chubb, encerrando meses de suspense sobre sua posição misteriosa em uma empresa financeira, o que era mantido oculto até aqui em documentos regulatórios.

A Berkshire divulgou a participação em documento divulgado na quarta-feira (15), constando suas posições no final do primeiro trimestre de 2024.

O conglomerado vem construindo a participação desde 2023, mas o movimento ainda não havia sido divulgado porque a Securities and Exchange Commission (SEC, a “CVM americana”) permitiu que a Berkshire mantivesse confidencial. Os registros também refletiram que as participações acionárias da Berkshire em bancos, seguradoras e empresas financeiras cresceram, enquanto investimentos em outras indústrias, como produtos de consumo, recuaram.

“Milhões de pessoas seguem o que Buffett faz”, disse David Kass, professor de finanças da Escola de Negócios Robert H. Smith da Universidade de Maryland, explicando o motivo pelo qual a Berkshire mantém a montagem de posições em segredo. “Warren Buffett seria mais sensível à questão do que outros investidores.”

As ações da Chubb saltaram nas negociações após o fechamento, subindo até 9,9%.

Diversifique investindo no Brasil e no exterior usando o mesmo App com o Investimento Global XP

Aposta em seguros

A Berkshire de Buffett está profundamente familiarizada com a indústria de seguros, sendo proprietária de uma série de empresas, incluindo Geico e National Indemnity. O investidor bilionário classificou a operação de seguros de acidentes de propriedade da Berkshire como o “núcleo” do conglomerado, ajudando a gerar “float” que pode então ser reinvestido.

O conglomerado também tem investido em outros negócios do setor de seguros. A Berkshire possui uma participação na Aon, uma importante corretora, e já apostou em rivais como a Marsh & McLennan.

Montanha de dinheiro

Buffett já revelou algumas mudanças recentes nas participações de sua empresa na reunião anual da Berkshire em Omaha no início deste mês. Ela reduziu sua participação na Apple para US$ 135,4 bilhões no final do primeiro trimestre, enquanto a fabricante do iPhone enfrenta uma série de dificuldades, incluindo uma multa antitruste, queda nas vendas na China e um projeto de carro fracassado.

O investidor bilionário elogiou a gigante da tecnologia na reunião – da qual o CEO da Apple, Tim Cook, participou – e disse que continuará sendo o maior investimento da Berkshire, salvo quaisquer mudanças dramáticas.

O enorme caixa da Berkshire atingiu um recorde de US$ 189 bilhões no final de março. Buffett disse na reunião anual que era “uma suposição justa” que atingirá US$ 200 bilhões até ao final deste trimestre.

Os fundos com mais de US$ 100 milhões devem apresentar divulgações sobre as suas participações no prazo de 45 dias após o final de cada trimestre, proporcionando uma visão das participações de gestores mais opacos, como fundos de hedge e familly offices.

The post Buffett acaba com mistério e revela investimento de US$ 6,7 bi em empresa financeira appeared first on InfoMoney.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *